BOAS-VINDAS!

Neste blog compartilho com você minhas reflexões sobre algumas passagens bíblicas.

É um espaço muito especial para mim, pois peço a direção ao Senhor, em orações, para compreender o que ele quer me falar através da Bíblia, a palavra de Deus.

Que estas reflexões sejam uma benção na sua vida, e lembre-se, a Deus, toda honra e toda a glória!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O DEUS DO IMPOSSÍVEL

“E logo obrigou os seus discípulos a subir para o barco, e passar adiante, para o outro lado, a Betsaida, enquanto ele despedia a multidão. E, tendo-os despedido, foi ao monte para orar. E, sobrevindo a tarde, estava o barco no meio do mar, e ele, sozinho em terra. E, vendo que se fatigavam a remar, porque o vento lhes era contrário, perto da quarta vigília da noite, aproximou-se deles, andando sobre o mar, e queria passar adiante deles, mas, quando eles o viram andar sobre o mar, pensaram que era um fantasma e deram grandes gritos. Porque todos o viram e perturbaram-se; mas logo falou com eles e disse-lhes: Tendo bom ânimo, sou eu; não temais. E subiu para o barco para estar com eles, e o vento se aquietou; e, entre si, ficaram muito assombrados e maravilhados, pois não tinham compreendido o milagre dos pães; antes, o seu coração estava endurecido”. Marcos 6:45-52.

Este trecho da bíblia narra um acontecimento surpreendente. Deus, quando se fez homem, na pessoa de Jesus Cristo, não procurava fazer grandes demonstrações de sua divindade e de seu poder. Ao contrário, Jesus se aproximou ao máximo da sua natureza humana, e mesmo nos momentos difíceis aceitou e suportou sentir a dor e os medos de todo ser humano.

Porém, houve momentos em que Deus mostrou seu poder, e este trecho narra isto. Mas, o que mais chama a atenção, não é o que está mais explícito quando olhamos para estes versículos. Nem mesmo neste ato, de andar sobre as águas (algo inconcebível e fantástico para os homens), ele quis demonstrar seu poder. O intuito de ir até seus discípulos era transmitir uma mensagem...

Para mim, podemos extrair duas grandes lições desta passagem bíblica. Primeiro: Deus está nos vendo. A idéia de um Deus distante, que criou o mundo e deixou as “coisas rolarem”, sendo um mero expectador, contraria totalmente a idéia de que Deus nos ama. Como um Pai poderia ver seu filho sofrer e não lhe ajudar? Não lhe estender a mão? Naquela noite, Jesus viu que seus discípulos estavam fatigados de tanto remar, e não tardou em ir até eles e ordenar aos ventos que se aquietassem. Da mesma forma Deus vê o nosso sofrimento, e certamente quer nos ajudar.

O problema é quando nós mesmos impedimos a ação de Deus em nossas vidas, levantando barreiras, obstáculos para a ação de Deus. O homem clama por sua independência, quer ter domínio sobre sua vida. E quando Deus concede essa independência o homem reclama, porque acha que Deus não o ajuda. Parece um tanto paradoxal não?

O segundo grande ensinamento deste versículo é a respeito da fé. Aqueles homens caminhavam com Cristo, eram ensinados por Ele, conviviam com Ele. No entanto, os versículos deixam claro que, à primeira vista, todos temeram, achando que a aparição de Cristo era, na verdade, de um fantasma.

E a palavra ainda acrescenta mais: todos ficaram assombrados porque ainda não haviam acreditado no milagre da multiplicação dos pães, pois seu coração estava endurecido. Vejam que a fé é um atributo contrário à razão. Fé tem tudo haver com emoção. Fé é sentimento, acreditar naquilo que não se vê, mas no que se pode sentir. Muitos reclamam pelo rumo que suas vidas tomaram, e mais uma vez, acusam Deus de não interferir, de não fazer um milagre acontecer. Mas milagres acontecem quando há fé! O coração precisa estar disponível para isso. Um coração endurecido é uma verdadeira barreira para a ação de Deus nas nossas vidas.

Você quer ser tocado por Deus? Quer testemunhar milagres acontecendo diante de seus olhos? Quer descansar e ter a certeza que sua vida está nas mãos daquele que dá ordem aos ventos, acalma as tempestades e dá ao mar os seus limites? Então creia. Deus está a espera de verdadeiros adoradores, pessoas que passam por cima do seu orgulho e assumem: Deus, eu preciso de ti! Vem reinar em mim! Faça uma oração e assuma, diante de Deus, sua necessidade de estar com Ele. Certamente Ele te ouvirá e te atenderá!

Que a paz do Senhor esteja com você! Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário